viernes, 11 de octubre de 2019

A evolução (e a revolução) das cozinhas


A evolução (e a revolução) das cozinhas

A cozinha tornou-se, juntamente com a sala, o centro social da casa. Antes era uma parte da casa apenas para cozinhar. Hoje, acaba por ser uma divisão onde passamos muito tempo, muito em parte, pelos avances tecnológicos que surgirão nas cozinhas.
A origen da cozinha, o Neolítico

Como todos sabemos, a história começou com o lume. Os primários descubriam que o fogo servia para algo mais que apenas cozinhar. No periodo do Neolitico, a coziha consistia numa escavação (orificio) no chão que se ateava e se utilizada para assar carne ou peixe.

Mais tarde, o hommo erectus conseguiu conservá-lo para cozinhar os alimentos e que a carne ficasse com saborada e sem bacterias.

No ano de 7000 A.C, criaram-se os primeiros utensilios de barro para poder amplicar a varidade de refeições, tais como as sopas. Com os egipcios, nos anos 5000 A.C, apareceram os primeiros fornos onde se podia assar a carne de uma forma mais uniforme.
Mais tarde foi iniciada a criação de superficies, com tijolos, de modo a deixar os utensilios mais afastados do fogo, e para que fosse mais fácil tirar os alimentos.

Evolução, Grécia e Roma
Aplicam-se materais como o cobre e o ferro e são criados objetos como uma garrafa de vidro, jarras de madeira e os copos de chifres de touro. Os gregos inventaram o assador e desenvolveram a indústria de utensilios de cozinha.

A cozinha na idade média
Criado o assador giratório, sendo uma roda de madeira em forma de nora e que se dava voltas para que a carne pudesse ser assada de forma uniforme.

A cozinha nos séculos XIX e XX
Em 1802 foi criado a primeira cozinha de gás que colocou de lado as cozinhas a lenha e carvão. As cozinhas a gás tornaram-se moda devido a criação de um isqueiro de gás aplicado na cozinha por parte de R.W. Von Bunsen.
30 anos depois surge a inovação mais revolucionária: a cozinha elétrica. De pouca fiabilidade inicial devido ao termostáto, o seu uso foi extendido até 1920, sem derrubar a cozinha a gás.

Século XIX, tecnologia e a cocina unidos
Era algo que sem dúvida não esperávamos, como a cozinha ser algo que possa ser controlada à distância, bastando para isso, a contratação de internet, através de aplicações móveis.
Hoje é possível controlar quase todos os eletrodomésticos da cozinha através do telemóvel. Esteja no trabalho ou em noutro local, tendo o contrato de luz ativado, é possível apagar, acender e controlar, por exemplo, o forno elétrico.

0 comentarios:

Publicar un comentario